Search

A Cannabis combate endometriose!

Updated: Jul 12

Você sabe o que é endométrio? Todo mês esse tecido se forma de células no útero para receber um embrião. Influenciado por oscilações hormonais, o endométrio se descama e sai como a menstruação. Segundo dados da Anvisa, 10% das mulheres no país têm endometriose, um desequilíbrio na produção desse tecido em outras partes fora do útero que acaba inflamando e formando fibrose, como se fossem cistos. Por isso, as mulheres com endometriose sofrem muito no período menstrual com cólicas. A forma mais comum diagnosticada da doença é quando o endométrio cresce no ovário. Mas isso pode acontecer na cavidade abdominal, na pelve, colo do útero, trompas, intestino grosso, bexiga, em cicatrizes de cesariana e até no umbigo. Raramente atinge os pulmões.

Os sintomas são dor na pélvis, reto, vagina, parte inferior das costas e do abdômen, menstruação excessiva e em períodos irregulares além da dor durante as relações sexuais. A endometriose é uma doença crônica, sem cura, que diminui de intensidade durante a menopausa, quando os hormônios agem de outra forma e cessa o crescimento do endométrio. No tratamento, costuma-se utilizar o estrogênio para diminuir a formação dos nódulos, muitas mulheres interrompem a menstruação. Como a cannabis medicinal tem ajudado mulheres com endometriose?

Hoje, já existem diversos estudos científicos que mostram a eficácia do uso da cannabis no tratamento da endometriose, substituindo os hormônios sintéticos. O THC pode diminuir a dor e barrar o desenvolvimento dos “cistos endometriais” resultantes do crescimento anormal do endométrio fora do útero. O CBD é um poderosíssimo anti inflamatório. Os órgãos pélvicos femininos têm muitos receptores de canabinoides facilitando o uso da cannabis no tratamento da condição. Os canabinóides podem regular as alterações hormonais que causam endometriose, dificultar o crescimento do endométrio fora do útero, diminuir a vascularização da lesão e a inervação, além de combater inflamação e as terríveis dores.

Confira artigos que falam sobre o assunto: https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S1553465019310921

https://link.springer.com/article/10.1186/s12906-019-2431-x;

https://search.proquest.com/openview/87c762253b5dca9554075d4fe675bda3/1?pq-origsite=gscholar&cbl=48920

https://www.traditionalmedicines.org/full-text/endometriosis-an-indication-for-cannabinoids

https://journals.plos.org/plosone/article?id=10.1371/journal.pone.0258940

QUER SABER MAIS?



Você sabia que o aparelho reprodutor feminino é cheio de receptores endocanabinóides?


Por isso, a Cannabis é a melhor amiga das mulheres para combater diversas patologias que tiram o sossego da saúde íntima, causando muito constrangimento e desconforto.


Para comemorar o Dia Internacional da Mulher, a Xah com Mariaz vai trazer durante todo o mês de março muita informação sobre o uso da Cannabis para a saúde feminina na estreia do Weed News - Viralizando Verdades da Cannabis.


O projeto utiliza animações aliadas aos recursos das “fake news” para viralizar notícias verdadeiras sobre os benefícios da Cannabis na saúde feminina. A ideia é originária de um TCC do Curso Livre de Cannabis Medicinal da UNIFESP, em homenagem ao falecido Padre Ticão, um dos maiores ativistas pela educação canábica no Brasil.


Com patrocínio exclusivo da USA Hemp Brasil, uma empresa de uma família brasileira cheia de mulheres incríveis sediada nos Estados Unidos, e que apresenta esta edição do Weed News, a jornada de conteúdo vai se aprofundar nas patologias mais pesquisadas pelo público feminino no Google.


No sábado, 2/4, às 15h, será realizado um workshop gratuito sobre saúde feminina e Cannabis, feito pela Xah com Mariaz e a USA Hemp Brasil, com a Dra Amanda Medeiros Dias, que mescla a medicina com aromaterapia e cromoterapia, com foco na visão holística do paciente, ela é prescritora e paciente de cannabis medicinal. Diretora técnica no Instituto Coração Valente e médica voluntária em projetos da Unidos pela Amazônia. A atividade tem participação especial da biomédica e cientista Dra Aline da Silva, da Cannect.


Na atividade, as mulheres vão entender melhor as interações da cannabis no aparelho reprodutor feminino, além de compreender mais sobre dosagens e formatos de aplicação e uso.


Clique AQUI para se inscrever no workshop!



PATROCÍNIO


- Instagram: @usahempbrasil

-Site: USA Hemp Brasil

-YouTube: USA Hemp Brasil


60 views0 comments

Recent Posts

See All